post-image

Vinho – néctar de Deus(es) & Homens


Foto: A Última Ceia (pormenor), Houdart, créditos José Paulo Ruas

VISITA ORIENTADA | COMUNICAÇÃO
Por Pedro Miguel Ferrão


1ª Parte

Apresentação de três peças seleccionadas que integram a exposição permanente, relevando os aspectos simbólicos do vinho na religião cristã:



Última Ceia, conjunto escultórico de Hodart (séc. XVI)

Última Ceia, pintura de Bento Coelho da Silveira (séc. XVII)

Cálice de D. Gueda Mendes, obra de ourivesaria (séc. XII).



2ª Parte

“O vinho na História da Arte: entre o sagrado e o profano”


O vinho da temperança (virtudes) e dos excessos (vícios), confrontando uma abordagem mais teocêntrica, simbólica e espiritual, com uma outra mais antropocêntrica, concreta e material.

(sala espaço serviço educativo).

Prova de Vinho.


Pedro Miguel Ferrão é licenciado em História – variante de História da Arte. Leccionou em escolas e cursos técnico-profissionais, cadeiras nas áreas da História da Arte, Património Cultural e Museologia. Foi professor convidado do curso de História da Arte, da Universidade do Tempo Livre (2002) e na Associação de Solidariedade Social de Professores, desde 2005.

Integrou o Secretariado do Núcleo Português da Exposição Feitorias. Arte Portuguesa na Época dos Descobrimentos, Europália/91. De 1991 a 1999 fez parte da Equipa Nacional do Inventário do Património Cultural Móvel. Desde 1999 é Técnico Superior de Museologia do quadro de pessoal do MNMC, sendo co-responsável pelas colecções de ourivesaria, metais, têxteis e escultura.

Apresentou diversas comunicações e publicou vários livros e artigos em revistas e catálogos.


Museu Nacional de Machado de Castro

13 e 27 de Outubro | 11h00

Duração aproximada de 60 minutos

Entrada Livre (mediante inscrição prévia para MNMC 239 853 070)

Regressar